quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Dry Stout

Essa Stout foi produzida no final de outubro 2011 e "descansou" até a chegada do Felipe ao Brasil no final de dezembro. Mais uma vez tivemos a oportunidade de degustar uma cerveja caseira que certamente voltaremos a falar sobre ela e ficaremos tentados a repetir a receita.
A cerveja foi servida na pressão e a única foto disponível é essa publicada, infelizmente não podemos mostrar sua maravilhosa espuma após completada a carbonatação.
Enquanto elaborava a receita, pensei em uma Stout com leve toque defumado, resolvi então defumar uns 5 Kg. de malte Pilsen na churrasqueira.
Foram horas de trabalho, queima de madeira e muita, mas muita fumaça.
O resultado da defumação do malte foi satisfatório, mas não tivemos o resultado esperado para a cerveja. Talvez pelo pouco volume de malte defumado associado ao poderoso sabor do malte Carafa.

Aparência – Escuro profundo, turbidez imperceptível, com espuma branca, cremosa, de alta formação e baixa duração.
Aroma – Malte torrado, chocolate e café, muito baixo aroma de lúpulo.
Sabor – Corpo médio, chocolate amargo, leve sabor de café, torrado. Quase nenhum lúpulo e final suave. Nenhuma percepção do malte defumado.
Geral - Ótima cerveja, refrescante e saborosa.

Receita:

Maltes:

  • Pilsen Defumado - 4,25 Kg.
  • Pilsen - 5 Kg.
  • Trigo Escuro - 0,88 Kg.
  • Carafa III - 0,25 kg.

Lúpulos:
  • 90 g - Hallertau Tradition- 90 minutos.
  • 60 g - Hallertau Tradition - 60 minutos.
  • 15 g - Styrian - 30 minutos.
Levedura:
  • US - 04 Safale
Fermentação primária - 17ºC - 7 dias.
Diacetil Rest - 20ºC - 2 dias.
Maturação - 2ºC - 60 dias.

Extras:
  • 4 g nutriente para fermento Wyeast.
  • 10 g Irish Moss.
Temperaturas:
  • 55ºC - 30 minutos.
  • 65ºC - 30 minutos.
Lavagem dos grãos com água (78ºC) durante 120 minutos.
  • Fervura do mosto - 90 minutos.
Resultados:
  • Volume= 42 litros
  • OG= 1,058
  • Rendimento= 80%
  • IBU= 50
  • SRM= 32
Prost !

Nenhum comentário:

Postar um comentário