domingo, 24 de julho de 2011

Strong Ale

Até agora todas as cervejas que maturamos em nosso barril de carvalho eram cervejas de teor alcoólico moderado e com uma proporção não muito grande de maltes especiais/escuros. Isto resultou em cervejas que, no início, ficaram sobrecarregadas nas características do carvalho, mas que após algum tempo engarrafadas foram perdendo os aromas de madeira e ganharam em drinkability.

Desta vez decidimos maturar uma cerveja de maior teor alcóolico, alta lupulagem e alto percentual de maltes caramelo. Esperamos que agora os taninos da madeira se enquadrem de maneira mais harmoniosa e mais adequado com os sabores do malte caramelo e da intensa lupulagem.

A receita ficou assim constituída (45 l):
  • 10 kg de malte pilsen
  • 2,5 kg de malte munich trigo
  • 2,0 kg de malte cara 120
  • 0,5 kg de malte special B
  • 1,0 kg de açúcar branco
A lupulagem (IBU 85) ficou por conta dos seguintes lúpulos:
  • 140 g de Hallertau Tradition @ 10,0% a.a.
  • 45 g de East Kent Goldings @ 5,4% a.a.
  • 24 g de Styrian Goldings @ 4,1% a.a.
Para fermentar usamos o WYEAST 1007.

Após quase um mês de fermentação a cerveja se encontra agora há pouco mais de uma semana no barril de carvalho. A atenuação deve aumentar um pouco o que deve diminuir um pouco o FG de 1,020.
  • OG: 1,084
  • FG: 1,020
  • ABV: 8,5%
Ein Prosit!

Nenhum comentário:

Postar um comentário