sábado, 9 de julho de 2011

Degustação - Dark Saison II

A parte desta cerveja que foi para um Cornelius Keg já foi degustada há alguns meses atrás, mas existe ainda metade da leva que levou um dry-hopping e foi engarrafada há três meses. Na verdade, esta leva teve três destinos diferentes: i) uma parte foi consuminda na pressão, ii) a outra, que se refere este post, levou um dry-hopping e foi engarrafada, e iii) uma parte levou um starter de uma flemish red ale para virar uma Lacto-Brett Saison e está engarrafada há mais de dois meses.

Dark Saison Dry Hopped

Aparência - Vermelho-rubi profundo quando observado contra a luz. Na ausência de luz direta a cor é um vinho bastante profundo e escuro. A espuma de média formação e média duração apresenta uma coloração bege.

Aroma - O aroma principal, após mais de 3 meses na garrafa, é o caramelo do malte Cara 120. O aroma de lúpulo do dry-hopping está quase inperceptível, em contraste com as garrafas degustadas poucas semanas após o engarrafamento em que o lúpulo dominava o aroma. Toffee e uvas também são perceptíveis no aroma.

Sabor - Sabor de malte, caramelo e uvas verdes. O lúpulo está balanceando bem o doce do malte deixando um retrogosto bem agradável e um sabor geral bem balanceado. A cerveja está mais complexa e mais redonda após os quase quatro meses na garrafa. O ABV de 6,7% ficou bem inserido no conjunto, gostaria apenas que a cerveja tivesse mais corpo. Prefiro a cerveja agora em que o lúpulo está mais contido e o malte está aparecendo mais.

Geral - A cerveja "envelheceu" muito bem e foi interessante observar o trade-off entre o dry-hopping e o malte enquanto a cerveja ia envelhecendo. Infelizmente a cerveja não ficou com um corpo condizente com sua complexidade, mas mesmo assim no geral ficou uma boa cerveja. Certamente a melhor entre as duas Saisons que fizemos até agora.

Prost!

Nenhum comentário:

Postar um comentário