sexta-feira, 22 de abril de 2011

Lambic - Primeira Prova

Depois de sete meses fermentando, fizemos uma prova para verificar como está a evolução da nossa Lambic. A fermentação está bastante lenta (a cerveja ainda está no fermentador primário) e os fermentos que devem estar em ação agora são as cepas de Brett e Lactobacillus presentes no blend da WYEAST.
A amostra degustada foi de 330 ml, engarrafada com priming de açúcar branco e descansou por três dias somente, já que a curiosidade era grande. Aqui estão as impressões:
Aparência: Âmbar claro, alaranjado, turva, sem presença de sedimentos, espuma com baixa formação e duração.
Aroma: ácido leve, bastante agradável, leve avinagrado, terra.
Paladar: Predomina o sabor ácido, mas moderado, pouco avinagrado, seca, com final azedo e salgado.
O resultado foi surpreendente, apesar de muito jovem a cerveja já desenvolveu as características de uma Lambic, lembrando muito uma Geuze.
É evidente que a cerveja ainda vai se desenvolver com o passar do tempo, mas considero que esta cerveja já poderia ser consumida, pois os seus sabores (ácido, azedo e salgado) já estão desenvolvidos, apesar de moderados.
Esta moderação proporciona um maior drinkability se comparada com as cervejas mais velhas. Certamente é uma ótima cerveja para fazer um blend com Lambics mais velhas e portanto mais ácidas e azedas.
Além da cerveja ser relativamente nova (tradando-se de Lambic) o pequeno headspace no fermentador e a maneira como a cerveja foi produzida também contribuíram para a ação mais moderada dos fermentos lácticos. Métodos tradicionais como o turbid mash e uma longa fervura também contribuem para as caracteristicas finais de uma lambic.

Gezondheid!

terça-feira, 19 de abril de 2011

Hoegaarden 0,0%

A Hoegaarden lança a sua primeira cerveja sem álcool, uma Witbier 0,0% que tem em sua composição os 6 ingredientes típicos da Hoegaarden (trigo, lúpulo, coentro, malte de cevada, casca de laranja e água)
A cerveja destina-se a crescente procura do público masculino e feminino por uma bebida leve e refrescante, que pode ser consumida nos diferentes momentos do dia.
Estará disponível no final de abril para o mercado belga e holandês. Após o lançamento bem sucedido da Hoegaarden Citron e Rose, a empresa acredita no sucesso da Hoegaarden 0,0%.
A cervejaria pertence a AB InBev, sendo comercializada em 60 países ao redor do mundo.
Prost !

terça-feira, 5 de abril de 2011

Forbidden Fruit

Forbidden Fruit é uma cerveja produzida pela cervejaria Hoegaarden, que está situada em uma pequena cidade do mesmo nome, a leste de Bruxelas e Lovaina, região de Flandres na Bélgica.

Fabricada com trigo, maltes escuros, coentro e cascas de laranja, é uma cerveja de alta fermentação, encorpada, de cor avermelha, bastante equilibrada, rica e aromática. Acondicionada em garrafas, apresenta teor alcoólico de 9%.

Elaboramos uma receita tentando manter algumas características dessa cerveja, como o picante do coentro que julgamos combinar muito bem com o trigo não maltado e a laranja. Quanto ao teor alcoólico baixamos para 6% ABV com o intuito de torná-la mais refrescante e com maior drinkiability.


Maltes:

  • 10 Kg Malte Pilsen (83%)
  • 1 Kg Trigo não maltado (8%)
  • 0,5 Kg Malte Munich Wheat (4%)
  • 0,25 Kg Malte Caramelo (2%)
  • 0,25 Kg Malte Special B (2%)

Lúpulos:
  • 60 g Eeast Kent Goldings (5,4% AA) 90 minutos.
  • 15 g Styrian (4,1% AA) 15 minutos.

Condimentos:
  • 20 g grãos de coentro (triturado) 15 minutos.
  • 60 g casca de laranja - 15 minutos.

Levedura:
  • Levedura Wyeast 3463 - Forbidden Fruit

Extras:
  • 4 g nutriente para fermento Wyeast
  • 10 g Irish Moss

Temperaturas:
  • 45ºC - 30 minutos.
  • 55ºC - 30 minutos.
  • 65ºC - 60 minutos.
  • 71ºC - 20 minutos.
  • 78ºC - mash out.
  • Decocção com 1/3 do volume - 15 minutos.
  • Lavagem dos grãos com água (78ºC) durante 180 minutos.
  • Fervura do mosto - 90 minutos.

Resultados:
  • Volume= 45 litros
  • OG= 1,060
  • Rendimento= 75%
  • IBU= 20
  • SRM= 12
Nota: A cerveja encontra-se em processo de fermentação primária, seguidamente vamos acompanhar o processo de maturação em barril de carvalho.

Prost !